quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Prato típico de Goiás

Este prato tradicional na cozinha goiana é originário de Goiás Velho, antiga capital do estado.
Para alguns, a receita foi difundida por uma tradicional família da região outros dizem que ele teria sido fruto de encontros em que cada participante levava um prato, o que explica a diversidade de seus ingredientes.
O empadão goiano é uma iguaria composta de massa, que cobre uma forma funda de cerca de 10cm de diâmetro e 5cm de altura e recheio especial.
O caráter regional está no recheio, uma vez que este tipo de torta salgada é comum em vários locais. O empadão goiano tradicional tem como recheio frango desfiado, linguiça condimentada, carne de porco, batatas cozidas, pão, ovo, queijo meia cura, azeitona, molho e guariroba.
É comum acharmos empadões diferenciados, menos condimentados, com alguns ingredientes as mais ou a menos no recheio, e o palmito substituíndo a guariroba, o que é mais comum. Isso se dá pelo fato de muitas pessoas não terem costume com os gostos tradicionais, como a guariroba e a pimenta.
O modo de preparo também é importante. O prato deve ser assado em forma de barro e os ingredientes do recheio preparados separadamente.
Para acompanhar, somente um arroz branco bem soltinho. O resultado é delicioso.
É um prato farto que poderá ser servido em um bom lanche, em uma pequena refeição ou como prato principal de uma refeição.

Empadão de Goiás
Massa
Ingredientes:
14 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de banha de porco ou gordura vegetal
2 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de leite
1 colher (chá) de fermento em pó
ovo para pincelar
Recheio
Ingredientes:
600g de carne de frango (peito, coxas e sobrecoxas)
1 cebola picada
1 dente de alho amassado
6 tomates picados sem pele e sem sementes
sal
salsa picada
300g de lombo de porco magro cortado em cubos
200g de linguiça de porco
1 xícara (chá) de guariroba ou palmito cortado em pedaços
100g de queijo meia cura cortado em cubinhos
ovo cozido cortado em cubinhos
batata cozida cortada em cubinhos
pão de sal (tipo francês) cortado em cubos
azeitonas pretas inteira
Modo de Fazer:
Massa:
Junte todos os ingredientes até formar uma massa homogênea e deixe descansar por 30 minutos.
Recheio:
Aqueça uma pane e doure o frango. Adicione a cebola e o alho, os tomates e 3 xícaras (chá) de água e sal a gosto. Tampe a panela e deixe cozinhar até a carne ficar macia, se for necessário ajunte mais água. Retire do fogo, separe o frango do molho e desfie. Retorne a panela ao fogo com a carne desfiada e o molho do cozimento, junte a salsa e engrosse com farinha de trigo. Reserve.
Refogue o lombo de porco, temperado a gosto, até dourar. Acrescente água e deixe cozinhar até ficar macio.
Frite a linguiça e corte em pedaços.
Cozinhe o ovo e a batata e corte em cubinhos.
Separe e prepare os demais ingredientes.
Montagem:
Abra a massa em uma mesa enfarinhada e corte em círculos. Forre o fundo e os lados das formas individuais.
Recheie as forminhas untadas, de forma que caiba todos os ingredientes. O frango, o lombo de porco, pedacinho de linguiça, queijo meia cura, ovo, azeitona, um pedacinho de pão embebido em um pouco de molho e a guariroba. Regue com o molho. Abra o restante da massa e cubra as empadas. Aperte bem as bordas. Se quiser, guarde um pouco de massa para decorar. Pincele com a gema e leve ao forno preaquecido até ficar dourada. Sirva.
Notas:
As forminhas usadas são individuais, como as de empada só que grandes, com o mínimo de 10cm de diâmetro e 5cm de altura. Caso não encontre as forminhas de barro elas poderão ser substituídas pelas de alumínio.
O recheio tradicional é o que está descrito acima, mas encontramos no comércio Empadão de Goiás com diferentes recheios.
A guariroba ou gueroba é um tipo palmeira. Seu produto, o palmito da guariroba, tem sabor amargo e é uma iguaria de largo aproveitamento culinário. Especialmente em algumas regiões de Minas Gerais e de Goiás.
Para saber mais sobre a guariroba veja aqui e aqui.

Este prato é muito servido nas festas e reuniões de família. Na casa dos meus avós paternos era comum o seu preparo nos domingos e festas, quando a família toda se reunia. Ainda hoje, é sempre bem vindo à nossa mesa.

24 comentários:

Mary disse...

Esse Empadão, assemelha-se às nossa Empadas, mas em ponto gigante. O recheio pode variar entre a carne, o frango, os vegetais, etc...
São uma delícia!

Tânia Saj disse...

Com um recheio tão substancioso nem precisa do arroz prá acompanhar....só uma saladinha...
Esse país é tão grande que espero ter oportunidade de experimentar tanta coisa boa, como esse empadão, que tanto já ouvi falar e nunca comi!
Bjs

risonha disse...

é o género das nossas empadas...
eu adoro comer mas não tenho paciência para fazer.
as tuas ficaram lindas.

Donna Dani disse...

As tortinhas estão simplesmente fantásticas!
São todos os ingredientes que gosto muito, menos esse palmito que nunca provei, mas com tudo isso deve ter ficado é muito boooom!
Bjks

Letrícia disse...

Lu, ainda estou tentando colocar minhas visitas em dia... quanta coisa boa você publicou! Seus rocamboles (doce e salgado) me encheram de vontade de comer de novo (e olha que não faz muito tempo que eu almocei!).

Empadão goiano é bom demais. Ainda não comi o legítimo, com guariroba (nem sei se eu gostaria, acho tão amargo...).

Beijão!

Iliane disse...

hummm..Lú..sempre vejo falar nesse empadão goiano...bem..êle só por si é uma bela refeição..e..imagino o sabor então....belas fotos..de dar agua na boca..bjus

Vivian disse...

empao é realmente muito bom. O seu ficou com um lindo aspecto

bjks

ameixa seca disse...

Eu adoro empadão mas assim individual fica muito mais lindinho :)

Nysa disse...

quem foi ver no wikipedia onde fica goiás???? pois é... já aprendi mais um pouco!!! gostei muito e sao mesmo muito parecidas às nossas empadas portuguesas ;-) ficaram lindas!!!!

edinha disse...

Deve ser uma delícia.
Beijinho

Xana disse...

Pois, por cá chamam-se empadas :).. Ainda hoje foram o meu almoço, e logo 2... Adoro.
bjinhus

Gina disse...

Luciana, em porção individual fica bem fofinha. Gostei desse empadão.
Bjs.

MiauCaldas disse...

Olá!
Quando fizer o cupcake me conte pra saber como o seuficou.
bj

Odete disse...

Luciana, que post otimo. Ja comi esse empadao e eh relamente delicioso. Agora sei como eh feito. Olhando essas fotos deu uma vontade.

Beijos

Valeria disse...

Querida Lu...Estou emocionada!!Ando à procura de comidas tradicionais regionais caseiras para eventos que organizo por aqui!!
Esse prato deve ser maravilhoso!!
Tenho um amigo goiano que falava muito dessas empadas.Vou tentar fazer por esses dias!!Uma pergunta a textura da massa é a mesma da massa podre????Adorei o texto tb!!
Bjs

Ana disse...

Me ha encantado tu plato...Con ese relleno tan exquisito.bjinhus

Kláudinha disse...

que belo almoçinhoooooo

debora disse...

Ah que saudades quase todos natais minhas tias De Anapolis faziam bom demais da conta!!!!!!Vou tentar fazer porem aqui no Japao nao tem todos os ingredientes mais me viro nao vou deixar de fazer,saudades!!!!!

Marizé disse...

Eu sou "oidinha" por empadas.
Gostei muito de conhecer esta receita tipica.

Bj e bom fim e semana

Naninha disse...

Ai Lu que deliciaaaaaa!!!
Menina só uma duvida, essa massa é tipo massa podre?
Beijos

Luciana Macêdo disse...

- Oi amigas, a Valéria e a Naninha perguntaram se a massa é do tipo massa podre. Respondendo á vocês, não a massa é homogênea e fácil de abrir, muito boa.
Este prato típico do Estado de Goiás e bastante apreciado.
Beijinhos!!!

Valeria disse...

Lu Obrigada pela resposta!!Tô doida pra fazer e experimentar esse empadão menina!!
Quero testar ainda esse ano ,depois te conto o que aconteceu !!Obrigada mesmo!!
BJs

Valentina disse...

Ai, agora me maltratastes. Estou nesta leitura de posts atrasados pois estou de ferias e estou me deliciando com todos estes posts teus. saborosos e variados.

EU MULHER disse...

Luciana, esse empadão goiano tá com um aspecto divinal.

Posso trocar a gordura vegetal ou a banha por outra coisa? Aqui eu não uso ambas. Fiquei louca de vontade de fazer essa maravilha.

Um beijo