quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Think Blue e preserve a vida do nosso planeta


O desfio do Think Blue/Pensar Azul, surgiu de uma campanha, que visa a conscientização da importância de economizarmos energia, a fim de garantirmos o futuro das novas gerações e do planeta.
O ¨Pensar Azul¨ ganhou espaço e deixou de ser apenas um ato para economizarmos energia e passou a significar atitudes que devemos ter no nosso dia-a-dia, para prezervar o planeta das agressões que vem sofrendo.
Através de atitudes e exemplos podemos envolver e sensibilizar outras pessoas a participarem deste desafio.
Atendendo o pedido da Anita do blog Receitas Uruguai-Brasil, vou contar o que eu e minha família estamos fazendo para contribuir com a vida do nosso planeta.

No prédio onde moro, possui coleta seletiva do lixo.
O lixo doméstico do sítio, que temos próximo a Brasília, é separado em orgânico e inorgânico. O orgânico fica no sítio e o outro vem para a cidade e é separado para reciclagem.
Não usamos produtos químicos na horta nem no pomar.
O adubo usado na horta; no pomar e no jardim é natural.
No sítio preservamos a mata e as minas de água, evitando o desmatamento e queimadas.
No sítio é proibido caçar, capturar e matar aves e outros animais que vivem na região.
Na parte externa da casa do sítio usamos sensores de movimento, assim, as lâmpadas só ascendem quando detectam algum movimento.
As roupas são lavadas na máquina de lavar com a sua carga máxima.
As roupas são passadas em um único dia da semana.
Mantenho desligados quase todos os aparelhos elétricos que não estou utilizando.
Evito deixar acesa a luz de qualquer aposento da casa que não esteja sendo utilizado. Muitas vezes a luz central é substituída pela luz de um abajur.
O ar condicionado só é usado quando é realmente necessário.
Evito jogar lixo nas ruas e calçadas.
Procuro reutilizar as sacolas pláticas e usá-las o mínimo possível.
Pilhas, baterias e baterias de celulares são entregues nos postos de coleta.

São atitudes simples que não interferem no nosso dia-a-dia, mas que fazem diferença se pensarmos no futuro do planeta e da humanidade.

Para saber um pouco mais sobre o que penso do uso das sacolas de plástico, leia este post que fiz quando comecei o blog. O grande volume destas sacolas que circulam em nossas mãos diariamente continua sendo uma preocupação e um desafio, o meu objetivo é deixar de usá-las completamente.

2 comentários:

Magia na Cozinha disse...

Meu marido e eu nos preocupamos muito com o tratamento dados aos animais e fiquei feliz de ler o que vc escreveu. Que alívio!
Eu tb gostaria de não utilizar os sacos de lixo, mas como embalar o lixo então?
Aqui onde moro, por incrivel que pareça, não tem lixo seletivo infelizmente.
Parabéns pelas suas iniciativas!
Bjs :)

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

Muito importante tudo que colocaste... Meu pai também tem um sítio, e tudo que é plantado nas hortas, são feitos com adubo orgânico, e de maneira natural...

Quanto a caça, também não é feita de forma alguma...minha mãe fez, um comedouro, para pássaros, e de manhã é lindo ver a revoada e o canto, quando vem eles se alimentar... São coisas que já nao são mais comuns e quem vai da cidade para lá, admira a quantidade e a beleza de tudo...

E são atitudes que não custam nada...

bjssssssss adorei seu post!