terça-feira, 25 de novembro de 2008

Papai Noel, este ano será diferente?


PAPAI NOEL, ESTE ANO SERÁ DIFERENTE?
Ógui Lourenço Mauri

Papai Noel, ainda me lembro muito bem...
No último ano, aguardei em vão teu presente,
Espero que esta vez seja diferente,
Que me consideres teu filho também...
Papai Noel, por favor, queira me explicar
Por que só apareces nas casas bonitas,
Sendo infalível ali com tuas visitas,
Enquanto te esqueces das crianças sem lar.
Ter dia marcado para ganhar presente,
Eis, Papai Noel, uma tradição nociva...
Que a todas as crianças gera expectativa,
Mas que alcança as privilegiadas somente.
Eu desconfio de que não vai mudar nada...
Desde o outro Natal, a vida só piorou.
Nunca vi meu pai, mamãe me abandonou;
Faço parte da infância desamparada.
Mas tenho alguma esperança, mesmo assim,
De ir à praça, poder banhar-me na fonte
E esperar ansioso, debaixo da ponte,
Chegar Papai Noel com presente pra mim.
Ógui Lourenço Mauri - Catanduva (SP) - Brasil, 17/12/2004


As cartinhas escritas por crianças carentes e endereçadas ao Papai Noel, já estão à disposição daqueles que desejam fazer um Natal diferente. Passe em uma agência dos Correios, pegue uma cartinha e contribua para que o Natal de uma criança seja mais feliz.

3 comentários:

Vivian disse...

se cada um fizer sua parte, as crianças terão um delicioso Natal !!

bjks

Tânia Saj disse...

Penso que se o Natal fosse comemorado sem tanta enfase ao consumismo, da forma que comemoram, sem sequer lembrar o motivo da data, não só as crianças, mas também muitos adultos não se sentiriam tão frustrados.
Este ano apadrinhamos a Ana Carolina, tem 4 anos e é filha de bóias-frias.
Espero que chegue até ela o pacote que preparamos com muito carinho!
Beijão

Samara de Araújo disse...

Que boa lembrança e que belo gesto! Uma das minhas resoluções para o ano de 2008 foi "fazer algum trabalho social". Já realizei muitas das minhas resoluções, mas esta ainda não. Acho que sua idéia já é um começo. Posso começar essa tradição, de passar nos correios todo fim de ano... Nâo é muito, mas é alguma coisa, certo?! E com isso,além de ajudar, realizo mais uma das coisas as quais me propus e ganho a recompensa de saber que fiz uma criança feliz este natal! Obrigada pela sugestão!